Crise na Netflix: Empresa enfrenta problemas na produção da quinta temporada de Stranger Things

Greve dos roteiristas ameaça produção da quinta temporada de Stranger Things e outras obras da indústria do entretenimento.

Os fãs da série “Stranger Things” terão que esperar um pouco mais para a tão aguardada quinta temporada, já que a pré-produção da série foi interrompida devido a uma greve de roteiristas. Os criadores da série, Matt e Ross Duffer, declararam apoio à greve do Writers Guild of America, que luta por melhores condições de trabalho e remuneração justa para seus membros.

A produção da nova temporada deveria começar em junho, mas foi interrompida até que um acordo justo seja alcançado. A greve também tem afetado outras produções, incluindo a reinicialização do filme “Blade” liderado por Mahershala Ali e a série “Cobra Kai”. A indústria de entretenimento perdeu cerca de US$ 10 bilhões em valor de ações no primeiro dia da greve.

Os escritores argumentam que seus deveres são frequentemente ignorados pelos estúdios, que não reconhecem o quanto a escrita é crucial para o sucesso de um projeto. Eles afirmam que muitos escritores recebem salários baixos, mesmo sendo responsáveis por criar a história e o diálogo que fazem os personagens ganharem vida na tela.

Os criadores de “Stranger Things” afirmaram em uma declaração conjunta que “apoiamos totalmente os roteiristas em sua luta por melhores condições de trabalho e remuneração justa. Sem eles, nossa série nunca teria sido criada e não podemos permitir que eles sejam tratados injustamente”.

A greve já marca a primeira ocasião em que os roteiristas deixam seus trabalhos desde 2007. Naquele ano, a greve durou três meses e custou à indústria de entretenimento cerca de US$ 2,5 bilhões em salários perdidos, gastos de produção e receitas de publicidade.

Embora a greve possa causar atrasos e prejuízos financeiros no curto prazo, muitos acreditam que a luta dos roteiristas por melhores condições de trabalho e remuneração justa é justa e necessária para garantir um futuro sustentável para a indústria de entretenimento. Resta esperar e torcer para que um acordo justo seja alcançado em breve para que os fãs de “Stranger Things” e outras produções possam desfrutar de novos conteúdos no futuro próximo.

Um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *