Desempenho abaixo do esperado: The Flash enfrenta obstáculos nas bilheterias domésticas

O filme de super-heróis da Warner Bros não atinge metas de arrecadação e recebe críticas mornas.

A Warner Bros teve um início frustrante nas bilheterias domésticas com The Flash, o aguardado filme de super-heróis que buscava reiniciar o universo estendido da DC. Apesar das altas expectativas, o longa não conseguiu atingir as metas de arrecadação, enfrentando também críticas mornas por parte dos especialistas.

Na sexta-feira, The Flash registrou uma arrecadação de US$ 24,5 milhões, projetando um fim de semana de estreia em torno de US$ 60 milhões. No entanto, esses números ficam aquém dos impressionantes US$ 26,8 milhões arrecadados por Black Adam, sua prequela, em seu dia de estreia no ano passado. Apesar disso, o filme conseguiu superar Shazam! Fúria dos Deuses, que arrecadou US$ 11,7 milhões no mesmo período.

The Flash tem cenas pós-créditos? Saiba o que esperar!

Embora a arrecadação seja considerável, está bem abaixo dos valores alcançados pelos filmes anteriores da franquia. Man of Steel e Batman v Superman: Dawn of Justice arrecadaram, respectivamente, US$ 56 milhões e US$ 81 milhões em seus dias de estreia. A expectativa era que The Flash ultrapassasse os US$ 70 milhões no fim de semana de estreia, um número relativamente modesto para uma produção desse porte. No entanto, a Warner Bros enfrentou obstáculos significativos nas semanas que antecederam o lançamento, incluindo problemas pessoais envolvendo o protagonista Ezra Miller, que atraíram atenção negativa da imprensa, além do declínio do interesse pelo próprio universo cinematográfico da DC. Para tentar gerar antecipação em relação a The Flash, o estúdio buscou criar um burburinho desde semanas antes, com sinopses elogiosas de nomes influentes como Stephen King e Tom Cruise, além do constante hype gerado pelo co-CEO da DC Studios, James Gunn, nas redes sociais. Os trailers também prometeram o retorno aguardado dos Batmans interpretados por Ben Affleck e Michael Keaton.

Apesar desses esforços, as críticas ao filme têm sido medianas. The Flash está atualmente com uma classificação “fresca” de aproximadamente 67% no agregador Rotten Tomatoes, e recebeu um preocupante “B” no CinemaScore, indicando uma recepção apenas razoável do público no dia de estreia. O crítico Ross Bonaime, do Collider, escreveu em sua análise que o filme carece de uma narrativa coesa. Com um orçamento de US$ 200 milhões, The Flash precisará ter um desempenho excepcional para se destacar em meio à forte concorrência nesta temporada de verão.

No fim de semana, espera-se que Spider-Man: Across the Spider-Verse, da Sony, conquiste o segundo lugar nas bilheterias, com uma arrecadação de US$ 8,1 milhões na sexta-feira e um total doméstico de aproximadamente US$ 260 milhões. O filme animado de super-heróis está competindo com Elemental, o mais recente lançamento original da Disney-Pixar, que estreou com US$ 11,6 milhões na sexta-feira. A Pixar, que tem enfrentado dificuldades desde o lançamento de Toy Story 4 em 2019, está lutando para recuperar seu sucesso anterior.

Transformers: O Despertar das Feras tem cena pós-créditos? Descubra o que ela revela!
Transformers: O Despertar das Feras tem cena pós-créditos? Descubra o que ela revela!

Enquanto isso, Transformers: Rise of the Beasts, da Paramount, caiu para o quarto lugar após liderar as bilheterias no fim de semana anterior. O filme registrou uma arrecadação de apenas US$ 5,2 milhões na sexta-feira, sofrendo uma queda significativa de 74%. Até o momento, a produção acumula US$ 85 milhões em bilheteria doméstica e superou a marca de US$ 200 milhões globalmente. Embora seja cedo para determinar se Rise of the Beasts será considerado um sucesso ou um fracasso, a Paramount tem grandes expectativas para o filme, planejando uma nova trilogia e um projeto de crossover apresentado ao final da produção. Por fim, A Pequena Sereia, da Disney, deve superar o novo lançamento The Blackening para ficar entre os cinco primeiros nas bilheterias.

Além disso, o novo filme do diretor Wes Anderson, Asteroid City, teve um desempenho promissor ao registrar uma das maiores médias por tela do ano. A comédia dramática repleta de estrelas estreou em apenas seis cinemas neste fim de semana e arrecadou US$ 350.000 na sexta-feira, alcançando uma média por tela de US$ 120.000.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *