Repressão de Compartilhamento de Senha da Netflix Compensa com Quase Seis Milhões de Novos Assinantes

A polêmica medida da Netflix para reprimir o compartilhamento de senhas resulta em grande crescimento de assinantes globalmente.


A gigante do streaming Netflix registrou um crescimento exponencial de 5,9 milhões de novos assinantes globalmente no último trimestre, após implementar sua estratégia final de repressão ao compartilhamento de senhas. Ainda que essa medida tenha sido controversa, a empresa provou que a maioria das pessoas não consegue viver sem seus serviços, o que resultou em um aumento significativo de assinaturas ao redor do mundo.

O movimento para combater o compartilhamento de senhas foi introduzido oficialmente em alguns países da América do Sul em 2022 e, desde então, expandido para mais de 100 países. Com essa nova política, a Netflix limitou o uso das contas a membros da mesma família e restringiu o uso em dispositivos de mais de um local, exceto para dispositivos móveis utilizados durante viagens.

Os resultados trimestrais anunciados pela Netflix mostram um crescimento estável e impressionante desde a implementação da medida. Além disso, a receita em cada região aumentou, e as inscrições superaram os cancelamentos por uma margem significativa.

Apesar da reação inicial e das preocupações sobre a política de repressão, os números indicam que os assinantes primários mantiveram seus planos, enquanto outros decidiram se inscrever em suas próprias contas individuais. A taxa de cancelamento foi menor do que o esperado, evidenciando uma saudável conversão de famílias que compartilhavam contas em assinaturas pagas.

Um fator importante a ser destacado é que os 5,9 milhões de novos assinantes são provenientes de planos totalmente novos, e não de contas de “membros extras” vinculadas a planos existentes. A Netflix não incluiu essas contas de membros extras no total de assinantes, mas ainda assim, os resultados foram impressionantes e indicam a eficácia da nova política.

Com o sucesso dessa abordagem, a Netflix pretende lançar a política de repressão de compartilhamento de senhas em “quase todos os países restantes”. No entanto, a opção de membro extra não estará disponível em alguns países, já que a empresa cortou recentemente os preços nessas regiões e busca evitar complexidade adicional.

Graças ao recurso de transferência de perfil, a Netflix facilitou o processo de migração para novas contas para aqueles que anteriormente compartilhavam senhas. Isso permitiu que os usuários configurassem suas próprias contas sem perder dados de visualização de seus perfis antigos.

Com esses números impressionantes e a estratégia bem-sucedida, a Netflix continua a ser uma potência do streaming, atraindo cada vez mais assinantes em todo o mundo.

Fonte: iDrop News

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *